Sobre

O Laboratório de Fonética da USP, recentemente batizado de Lafalin, faz parte do conjunto de Laboratórios Theodoro Henrique Maurer, do Departamento de Linguística da Universidade de São Paulo. Suas dependências estão localizadas no subsolo do Prédio das Letras e são assim denominadas: sala de projetos, sala da cabine e sala do acervo de equipamentos antigos. Sobre o acervo, há um artigo que contextualiza a história do laboratório antes de 2003,  de Rita Demasi e Beatriz Raposo de Medeiros, intitulado A história que nos conta o acervo do Laboratório de Fonética da USP  que pode ser encontrado aqui.

A finalidade do Laboratório de Fonética é agregar pesquisadores e estudantes interessados na realização de investigações sobre aspectos fonéticos das línguas, com foco nos fenômenos acústicos da fala. Assim, o laboratório conta com equipamento de gravação de audio de boa qualidade para as pesquisas em que a coleta de dados de fala e ou de canto sejam necessárias: tanto em experimentos que envolvem a produção de fala, como aqueles experimentos de percepção.

O termo “Linguagem”, que foi adicionado ao nome “laboratório de fonética”, abriga sentidos menos vastos, além do sentido de “fala”, como: canto, linguagem musical e outras linguagens que concorram para a expressão da fala humana e que possam ser investigadas com a finalidade de descrever e explicar a capacidade linguística do ser humano.

Anúncios